terça-feira, 19 de junho de 2012

PEREGRINAÇÃO DA FÁTIMA

Ehttp://www.youtube.com/watch?v=oag1Dfa1e_E
(Tema de Morricone)
Conforme o previsto - e apesar de o autocarro estar meio cheio e meio vazio - às 14,30 do dia dezasseis rumamos a Fátima, local de especial significado para a Associação Casa da Irmã Lúcia cuja vontade pretendemos concretizar. Após uma paragem para café, iniciamos a recitação do Terço a fim de nos associarmos aos três Pastorinhos e à mensagem de Nossa Senhora. Não teria significado,  numa excursão a este lugar sagrado, esquecermo-nos de tão importante recomendação de Nossa Senhora.
Como chegamos cedo e o sol ainda ia alto, decidimos fazer uma visita rápida ao Calvário Húngaro, uma novidade para quase todos, com o intuito de, depois do jantar, irmos fazer a Via-Sacra. Foi bem pensada esta visita pois, de noite, não ficaríamos com a ideia de quão belo é este percurso. Todos gostaram.
Ao jantar tivemos a agradável companhia do Sr. P. Pedro por quem temos muita consideração ( e vice-versa). Este, com a sua longa experiência, aconselhou-nos a irmos antes participar no Terço da noite e na Procissão de velas. A Via-Sacra poderia ficar para o domingo desde que nos levantássemos às sete horas. Assim foi. Fizemos, desde a Domus Carmelli, a caminhada a pé, pela fresquinha agradável, meditamos, calmamente, nas 15 estações, cruzámo-nos com outros grupos que faziam a mesma devoção e chegamos ao cimo satisfeitos apesar de alguma fadiga. Eis-nos no cimo da montanha.

Ninguém parece estar cansado.
Junto à CRUZ
A

d
e
s
c
i
d
a
  seria mais fácil e mais rápida. Quando chegamos ao recinto ainda faltava mais de meia hora para a Missa das onze.
O tempo esteve sempre agradável apesar de, por vezes, surgirem umas luzernas de sol que davam para assar ovos em cabeças desprotegidas de cabelos.
O nome da Associação foi anunciado como um dos grupos presentes na Eucaristia em que, apesar de ser um domingo normal, estavam muitos milhares de pessoas. Não há dúvida de que Fátima se tornou o ALTAR DO MUNDO.

A objectiva só "apanhou" estas.



Após a Eucaristia regressamos à Domus Carmelli para a refeição principal do dia. Ninguém se enganou no caminho para o restaurante. Até chegaram mais cedo uns minutos. Ora vejam:




Olha o relógio....

 Concentrado,
 pondo a leitura em dia.

As 3 maninhas....



                

Isto foi antes do almoço....


Depois de uma refeição muito agradável e de uma boa conversa com o Sr. Padre Pedro, preparamos as nossas malas a fim de regressarmos a Braga.
Não podemos deixar de agradecer à Direcção da Domus Carmelli o modo como fomos recebidos e a amabilidade com que fomos tratados. Não podia ser melhor.

Como fizemos a Via-Sacra de manhã cedinho, ficou-nos tempo para passarmos em Coimbra e fazer uma visita ao Memorial da Irmã Lúcia. Boa parte das pessoas desta peregrinação ainda não conheciam. Foi uma oportunidade de saber onde a Vidente mais velha passou uma grande parte da sua vida e apreciar uma grande quantidade de objectos pessoais da Irmã. Fiquei com a impressão de que todos gostaram e, se já tinham visto, foram descobrir algo de novo. Vejam que até foram "matar saudades":

 Depois... não queiram saber! A pressa era tanta que até pediram ao Sr. motorista que pusesse umas asas no autocarro. Queriam estar em Braga antes das 19 horas para ver Portugal-Holanda! Mas o autocarro não podia ultrapassar os 100 à hora!!!
Chegamos bem e creio que abençoados por Nossa Senhora.
Mais: Portugal ganhou à Holanda por 2-1.
Um dia melhor que este? Era impossível!


Vamos pensar em organizar outras actividades. Precisamos de dar a conhecer o nosso projecto e solicitar ao céu que "chova" alguém endinheirado e com rectas intenções que queira colaborar connosco. Assim o esperamos.