segunda-feira, 19 de novembro de 2012

E O MAGUSTO... ACONTECEU

Conforme constava do convite enviado a todos os amigos da Liga e associados da ACIL, realizou-se o magusto no dia 17 de Novembro, na Casa da Irmã do Bom Jesus.
Não é interessante? O lume é à base
de lenha verde. O fumo da lenha tem
um papel importante no gosto das
castanhas.
O Carlos ficou "defumadinho"....
As três maninhas.
Graças a um grupo de voluntários dedicados, tudo se pensou e preparou para que os convidados fossem bem acolhidos e se sentissem confortáveis nesta Casa. O Evangelho diz, em determinada passagem: "são muitos os convidados mas poucos os que participam na festa". De facto tivemos o cuidado de enviar mais de duzentas cartas mas só responderam cerca de três dezenas. Mesmo assim, não deixamos de fazer a festa, de conversar em diálogo construtivo pondo em cima da mesa os problemas que nos preocupam em termos de concretização do projecto sonhado para esta Casa dentro da vontade escrita da Irmã Lúcia a quem queremos ser fiéis: a prática do bem material e espiritual.
Isto não é fumo. É o astro-rei
a entrar do lado poente.
É no diálogo franco e aberto
que a gente se entende...
Como em todos os aspectos da vida humana, particular e social, é necessário que apareçam aqueles que dão e se dão para que outros, com menos possibilidades ou mais limitações, possam receber. Com essa finalidade vamos tomando algumas iniciativas a fim de angariar alguns proventos partindo daquele velho aforisma: grão a grão enche a galinha o papo. De facto já se gastaram muitos milhares de euros na concretização do projecto, dinheiro que veio dos amigos da Liga. E um projecto aprovado, como todos sabem, é um valor em "caixa". 
Forasteiros? Não; amigos sempre presentes
A vida está difícil em quase todos os sectores da sociedade, a crise instalou-se e o medo de investir é muito. Mas temos fé que as coisas não serão sempre assim. Certamente que um dia virá o ressurgimento da economia e a Associação, neste caso, está preparada para com um projecto, com estudos de mercado e com os pés bem assentes na terra a fim de não construir sobre areia.
Quem gosta... aparece. Mesmo com
forte dor de dentes.
Eis os maiores e sempre bem
dispostos.
O magusto foi mais uma iniciativa a que aderiram algumas dezenas de pessoas e que deixaram mais alguns euros (grãos) para juntar ao pouco que já temos. E assim vamos fazendo caminho. Não queremos estar parados. Acho que é esse o desafio dos que acreditam. Mais: acho que todos os amigos da Liga deveriam fazer um acto de fé e valorizar o esforço que temos dispendido e- porque não?- ajudar a pegar um pouco neste fardo. Teriam duas alegrias: a felicidade de se sentir útil a uma causa e a certeza de que "nem um copo de água ficará sem retribuição" quando dado por amor.
E se mostrasse um pouco do que aconteceu? Vejam lá como se assam castanhas em Trás-os-Montes...
De que falarão? 


Mas... faltam aqui muitas fotografias... Devem estar noutra máquina. Logo se verá. Não desanimem que daqui a trinta anos alguém os há-de reconhecer.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

VAMOS AO MAGUSTO DE 2012 ?



CASA DA IRMÂ LÚCIA,  18  DE OUTUBRO DE 2012

CONVITE


            Amigo(a) Associado(a) da CASA DA IRMÃ LÚCIA:
            As nossas cordiais saudações com o desejo de boa saúde física e espiritual.
A Direcção da ACIL vem convidar Vª Ex.cia, bem como outras pessoas que lhe queiram fazer companhia, para um MAGUSTO no edifício da CASA DA IRMÃ LÚCIA, Bom Jesus, no dia 17 de Novembro, a partir das 15 horas. Teremos castanhas, fêveras , bebidas e, talvez, um pezinho de dança durante o convívio. O ingresso, no valor de € 7,5,  pode ser adquirido à chegada.
Pedimos, no entanto, que manifeste a sua intenção de estar presente bem como o número de acompanhantes, a fim de podermos fazer um controle prévio das quantidades necessárias. Poderão fazê-lo para :
acostagomes@gmail.com (Costa Gomes- Telm: 936 170 344)
mcastro.barros@gmail.com (Conceição Barros- Telm: 965 790 385)
geral@casadairmalucia.com (Irmã Maria da Paz de Cristo- Telm: 963 772 147)

Não deixe de visitar o sítio da Associação bem como o blogue em: www.casadairmalucia.com
Lá encontrará, também, o historial dos eventos que temos realizado.
Tomamos a liberdade de incluir nesta comunicação/convite um envelope vazio RSF. Destina-se este ao depósito daquilo que entendam por bem nele colocar para, assim, nos ajudar a levar a cabo as obras a que nos propomos.
Não entendam a atitude como abusiva, mas somente de quem tem vontade de muitas obras fazer e os meios financeiros são de todo escassos para tão grande desiderato.

Reiterando as nossas cordiais saudações, despedimo-nos com amizade.


quinta-feira, 2 de agosto de 2012

MAS QUE SARDINHADA!!!

Foi a primeira vez que nos juntamos para organizarmos e saborearmos uma sardinhada. Além deste "bife" tão saboroso e bom para o colesterol, não faltaram as fêveras assadas, os frangos, as bebidas para todos os gostos e - vejam lá !- até meteu banda de música a quem muito agradecemos oferecendo-lhes o mais alto e possível "caché" : o desejo de "que no próximo ano voltem a estar connosco".
E tudo isto se realizou porque "contratamos" umas meninas que, nestas coisas de festas, dão cartas e muitas ideias. E nunca se cansam!
A Direcção está agradecida. Como sempre pedimos aos AMIGOS que nos dêem ideias originais para a realização de eventos. Já sabem que a finalidade é só uma, para além da confraternização e do conhecimento do grupo: a angariação de fundos para estarmos prevenidos para "aquele dia" em que aparecerá "alguém" iluminado e "endinheirado" pronto a construir uma casa para "morar" junto do Bom Jesus. Será possível melhor companhia?
Para a posteridade aqui fica um pouco do "filme" do que se passou nesta festa/convívio de S. João.





Já se vê alguma coisa!
Começam a chegar....

Jovem trabalhador


Bonitas... mas muito caras!
Estão ou não bem dispostos?

Toca e com pauta!
Era um quarteto... mas um "desertou"
Gente boa... gente bem disposta
Eis a panela e o que está dentro dela...

Que calor!

terça-feira, 19 de junho de 2012

PEREGRINAÇÃO DA FÁTIMA

Ehttp://www.youtube.com/watch?v=oag1Dfa1e_E
(Tema de Morricone)
Conforme o previsto - e apesar de o autocarro estar meio cheio e meio vazio - às 14,30 do dia dezasseis rumamos a Fátima, local de especial significado para a Associação Casa da Irmã Lúcia cuja vontade pretendemos concretizar. Após uma paragem para café, iniciamos a recitação do Terço a fim de nos associarmos aos três Pastorinhos e à mensagem de Nossa Senhora. Não teria significado,  numa excursão a este lugar sagrado, esquecermo-nos de tão importante recomendação de Nossa Senhora.
Como chegamos cedo e o sol ainda ia alto, decidimos fazer uma visita rápida ao Calvário Húngaro, uma novidade para quase todos, com o intuito de, depois do jantar, irmos fazer a Via-Sacra. Foi bem pensada esta visita pois, de noite, não ficaríamos com a ideia de quão belo é este percurso. Todos gostaram.
Ao jantar tivemos a agradável companhia do Sr. P. Pedro por quem temos muita consideração ( e vice-versa). Este, com a sua longa experiência, aconselhou-nos a irmos antes participar no Terço da noite e na Procissão de velas. A Via-Sacra poderia ficar para o domingo desde que nos levantássemos às sete horas. Assim foi. Fizemos, desde a Domus Carmelli, a caminhada a pé, pela fresquinha agradável, meditamos, calmamente, nas 15 estações, cruzámo-nos com outros grupos que faziam a mesma devoção e chegamos ao cimo satisfeitos apesar de alguma fadiga. Eis-nos no cimo da montanha.

Ninguém parece estar cansado.
Junto à CRUZ
A

d
e
s
c
i
d
a
  seria mais fácil e mais rápida. Quando chegamos ao recinto ainda faltava mais de meia hora para a Missa das onze.
O tempo esteve sempre agradável apesar de, por vezes, surgirem umas luzernas de sol que davam para assar ovos em cabeças desprotegidas de cabelos.
O nome da Associação foi anunciado como um dos grupos presentes na Eucaristia em que, apesar de ser um domingo normal, estavam muitos milhares de pessoas. Não há dúvida de que Fátima se tornou o ALTAR DO MUNDO.

A objectiva só "apanhou" estas.



Após a Eucaristia regressamos à Domus Carmelli para a refeição principal do dia. Ninguém se enganou no caminho para o restaurante. Até chegaram mais cedo uns minutos. Ora vejam:




Olha o relógio....

 Concentrado,
 pondo a leitura em dia.

As 3 maninhas....



                

Isto foi antes do almoço....


Depois de uma refeição muito agradável e de uma boa conversa com o Sr. Padre Pedro, preparamos as nossas malas a fim de regressarmos a Braga.
Não podemos deixar de agradecer à Direcção da Domus Carmelli o modo como fomos recebidos e a amabilidade com que fomos tratados. Não podia ser melhor.

Como fizemos a Via-Sacra de manhã cedinho, ficou-nos tempo para passarmos em Coimbra e fazer uma visita ao Memorial da Irmã Lúcia. Boa parte das pessoas desta peregrinação ainda não conheciam. Foi uma oportunidade de saber onde a Vidente mais velha passou uma grande parte da sua vida e apreciar uma grande quantidade de objectos pessoais da Irmã. Fiquei com a impressão de que todos gostaram e, se já tinham visto, foram descobrir algo de novo. Vejam que até foram "matar saudades":

 Depois... não queiram saber! A pressa era tanta que até pediram ao Sr. motorista que pusesse umas asas no autocarro. Queriam estar em Braga antes das 19 horas para ver Portugal-Holanda! Mas o autocarro não podia ultrapassar os 100 à hora!!!
Chegamos bem e creio que abençoados por Nossa Senhora.
Mais: Portugal ganhou à Holanda por 2-1.
Um dia melhor que este? Era impossível!


Vamos pensar em organizar outras actividades. Precisamos de dar a conhecer o nosso projecto e solicitar ao céu que "chova" alguém endinheirado e com rectas intenções que queira colaborar connosco. Assim o esperamos.

sexta-feira, 16 de março de 2012

VAMOS A FÁTIMA?



Caríssimos amigos da ACIL
(Associação Casa da Irmã Lúcia)

"PRECISAMOS DE UMA ÂNCORA"
A Associação Casa da Irmã Lúcia-Vidente de Fátima (ACIL)  vai realizar nos  dias 16 e 17 de Junho (sábado e domingo), uma peregrinação a Fátima com a intenção de agradecer os passos que conseguimos dar, até agora, rumo à concretização do nosso Projecto, pedir saúde, paz e boa vontade para todos os Amigos  e luz para conseguirmos encontrar os caminhos certos nos passos que ainda temos de percorrer. O CONVÍVIO fará parte da nossa ementa.
Ainda não posso falar nem de horários nem de preços (do autocarro). Reservamos, entretanto, a casa Domus Carmeli, em Fátima, para lá tomarmos as refeições e pernoitar. Os preços da diária completa  (jantar, dormida, pequeno almoço e almoço) são os seguintes:
Alojamento completo em quarto individual: 40 euros- 1 por quarto
Alojamento completo em quarto duplo: 35 + 35 = 70 euros-2 por quarto
Alojamento completo em quarto triplo: 32 + 32 + 32 = 96 euros -3 por quarto

Desde já estão abertas as inscrições que terminam no fim de Maio de 2012. Por cada pessoa que se inscreva pede-se a quantia de vinte euros como sinal, que podem ser entregues no Carmelo ou a qualquer elemento da Direcção. Pede-se, também, que indiquem qual o tipo de alojamento pretendido.
As inscrições podem ser feitas para três endereços: acostagomes@gmail.com   (telm: 936 170 344- Prof. Costa Gomes) ou  mcastro.barros-67@gmail.com  (Conceição Barros-secretária- 965790385)  ou    geral@casadairmalucia.com  (telm: 963 772 147- Irmã Maria da Paz de Cristo)
Durante a viagem, para além de termos muito tempo para conversar, vamos reservar algum para,  de manhã, rezarmos o Terço; de tarde, fazermos a oração de Vésperas próprias desses dois dias  ficando, assim, ainda mais unidos à Igreja universal.
Aproveito esta ocasião em que, brevemente, se começa a proceder ao preenchimento e à entrega do IRS, para lembrar a todos os Amigos - e, porque não?- outros do nosso círculo de amizades, que podemos contribuir com os 0,5% que a lei permite doar a favor de uma instituição. No nosso caso a favor da ACIL. Para tal, basta assinalar no modelo H (Benefícios Fiscais e Deduções), campo 9, a segunda hipótese, com uma cruzinha e  o número de contribuinte da Associação que é: 507 804 597.  Quanto mais IRS tiver de pagar ao Estado maior ser a vantagem para a Associação, sem qualquer desvantagem para o contribuinte.
Também incluimos neste envelope o cartão de AMIGO da ACIL. Para além de ser um documento identificativo a usar, por exemplo, na peregrinação a Fátima, contém os NIBs das contas da Associação facilitando, assim, aos amigos e benfeitores o  pagamento de quotas e outras ofertas.

Pel´A Direcção: A. Costa Gomes (presidente)

NOTA: Aproveitamos a ocasião para pedir àqueles que tenham endereço electrónico o favor de no-lo dar a fim de, mais facilmente, vos levar ao conhecimento as nossas actividades. Obrigado.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

O FOLHETO ou "Deus escreve direito por linhas tortas"


Todos os domingos à tarde, depois da missa da manhã na igreja, o velho padre e seu sobrinho de 11 anos saíam pela cidade e entregavam folhetos sacros.

Numa tarde de domingo, quando chegou a hora do padre e seu sobrinho saírem pelas ruas com os folhetos, fazia muito frio lá fora e também chovia muito. O menino agasalhou-se e disse:

-Ok, tio padre, estou pronto. 
E o padre perguntou:
-'Pronto para quê?':
-'Tio, está na hora de juntarmos os nossos folhetos e sairmos. '
O padre respondeu:
-'Filho, está muito frio lá fora e também está chovendo muito. '
O menino olhou surpreso e perguntou:
-'Mas, tio, as pessoas não vão para o inferno até mesmo em dias de chuva?'
O padre respondeu:
-'Filho, eu não vou sair com este frio. '

Triste, o menino perguntou:
-'Tio, eu posso ir? Por favor!'
O padre hesitou por um momento e depois disse:
-'Filho, você pode ir. Aqui estão os folhetos. Tome cuidado, filho. '
-'Obrigado, tio!'
Então ele saiu no meio daquela chuva. Este menino de onze anos caminhou pelas ruas da cidade, de porta em porta, entregando folhetos sacros a todos os que via.

Depois de caminhar por duas horas à chuva, ele estava todo molhado, mas faltava o último folheto. Ele parou na esquina e procurou por alguém para entregar o folheto, mas as ruas estavam totalmente
desertas. Então ele se virou em direção à primeira casa que viu e caminhou pela calçada até a porta e tocou a campainha. Ele tocou a campainha, mas ninguém respondeu. Ele tocou de novo, mais uma vez, mas ninguém abriu a porta. Ele esperou, mas não houve resposta.

Finalmente, este soldadinho de onze anos se virou para ir embora, mas algo o deteve. Mais uma vez, ele se virou para a porta, tocou a campainha e bateu à porta bem forte. Ele esperou, alguma coisa o fazia ficar ali na varanda. Ele tocou de novo e desta vez a porta se abriu bem devagar.
De pé, à porta, estava uma senhora idosa com um olhar muito triste. Ela perguntou gentilmente:
-'O que eu posso fazer por você, meu filho?'
Com olhos radiantes e um sorriso que iluminou o mundo dela, este pequeno menino disse:
-'Senhora, me perdoe se eu estou perturbando, mas eu só gostaria de dizer que JESUS A AMA MUITO e eu vim aqui para lhe entregar o meu último folheto que lhe dirá tudo sobre JESUS e seu grande AMOR. '
Então ele entregou o seu último folheto e se virou para ir embora.
Ela o chamou e disse:
-'Obrigada, meu filho!!! E que
Deus te abençoe!!!'
Bem, na manhã do domingo seguinte, na igreja, o Padre estava no altar.
Quando a missa começou, ele perguntou:
- 'Alguém tem um testemunho ou algo a dizer?'
Lentamente, na última fila da igreja, uma senhora idosa se pôs de pé. Conforme ela começou a falar, um olhar glorioso transparecia em seu rosto.
- 'Ninguém me conhece nesta igreja. Eu nunca estive aqui. Sabem, antes do domingo passado eu não era cristã. Meu marido faleceu há algum tempo, deixando-me totalmente sozinha neste mundo. No domingo passado, sendo um dia particularmente frio e chuvoso, eu tinha decidido no meu coração que eu chegaria ao fim da linha, eu não tinha mais esperança ou vontade de viver.

Então eu peguei uma corda e uma cadeira e subi as escadas para o sótão da minha casa. Eu amarrei a corda numa madeira no telhado, subi a cadeira e coloquei a outra ponta da corda em volta do meu pescoço. De pé naquela cadeira, tão só e de coração partido, eu estava a ponto de saltar, quando, de repente, o toque da campainha me assustou. Eu pensei:
-'Vou esperar um minuto e quem quer que seja irá embora. '
Eu esperei e esperei, mas a campainha era insistente; depois a pessoa que estava tocando também começou a bater bem forte. Eu pensei:
-'Quem neste mundo pode ser? Ninguém toca a campainha da minha casa ou vem visitar-me. '
Eu afrouxei a corda do meu pescoço e segui em direção à porta, enquanto a campainha soava cada vez mais alta.
Quando eu abri a porta e vi quem era, eu mal pude acreditar, pois na minha varanda estava o menino mais radiante e angelical que já vi em minha vida. O seu SORRISO, ah, eu nunca poderia descrevê-lo a vocês!
As palavras que saíam da sua boca fizeram com que o meu coração que estava morto há muito tempo SALTASSE PARA A VIDA quando ele exclamou com voz de querubim:,
-'Senhora, eu só vim aqui para dizer QUE JESUS A AMA MUITO. '
Então ele me entregou este folheto que eu agora tenho em minhas mãos.
Conforme aquele anjinho desaparecia no frio e na chuva, eu fechei a porta e atenciosamente li cada palavra deste folheto.
Então eu subi para o sótão para pegar a minha corda e a cadeira. Eu não iria precisar mais delas. Vocês vêem - eu agora sou uma FILHA FELIZ DE DEUS!!!

Já que o endereço da igreja estava no verso deste folheto, eu vim aqui pessoalmente para dizer OBRIGADO ao anjinho de Deus que no momento certo livrou a minha alma de uma eternidade no inferno. '
Não havia quem não tivesse lágrimas nos olhos na igreja. o Velho Padre desceu do altar e foi em direção a primeira fila onde o seu anjinho estava sentado. Ele tomou o seu sobrinho nos braços e
chorou copiosamente.
Provavelmente nenhuma igreja teve um momento tão glorioso como este.
Bem aventurados são os olhos que vêem esta mensagem. Não deixe que ela se perca, leia-a de novo e passe-a adiante.

Lembre-se: a mensagem de Deus pode fazer a diferença na vida de alguém próximo a você.


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

PROJECTO APROVADO PARA A CASA DA IRMÃ LÚCIA- BOM JESUS-BRAGA - OBRAS: Reabilitação, Remodelação e Ampliação

Eis o projecto que elaboramos e que está aprovado e pronto a ser "implantado" na Casa da Irmã Lúcia e terreno anexo, no Bom Jesus do Monte. Estamos abertos a potenciais investidores dentro dos parâmetros seguintes:
 Da parte da ACIL:
1.1.1. Nos termos da representação oficial de que a ACIL está incumbida, esta cede o imóvel, projecto aprovado e todas as diligências até agora desenvolvidas, por contrato a estabelecer para o efeito, nunca inferior a vinte e cinco anos, a PARCERIA investidor/futuro associado da ACIL.
1.1.2. Desde que comungue no espírito, forma e objectivos definidos estatutariamente.
1.1.3. Permitir, ainda, que toda a documentação necessária à execução dos trabalhos de edificação e demais bens para efeitos de equipamento e apetrechamento, nos termos objectivos a que se destina a construção, se desenvolvam em seu nome e, desta forma, se beneficie das isenções e regalias inerentes ao facto de a ACIL ser uma IPSS.
1.1.4. Permitir a criação de outras valências dentro do actual projecto, designadamente: clínica de fisioterapia, SPA, ou outros que, por relevante interesse económico, possam melhorar e potenciar a rentabilidade do investimento.
1.1.5. A ACIL valoriza a sua contribuição, para o investimento económico-financeiro global em 50%, tendo em conta o imóvel, mais-valias e tudo demais aqui descrito.




PLANTA DO PISO -2











PLANTA DO PISO -1






PISO- 0









PISO 1







































COBERTURA
























segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

ENSEMBLE VOX ANGELIS

        Mais um evento promovido pela ACIL, desta feita com a colaboração preciosa do Grupo Vox Angelis. Ao Reitor e à Confraria do Santuário do Bom Jesus, que nos acolheram, a nossa gratidão.


Foi no dia 21 de Janeiro de 2012, pelas 16 horas, que Pedro Miguel Nunes, barítono e Maria José Carvalho, soprano, amigos de longa data desta Associação, nos quiseram brindar com este concerto. Pedro Nunes e Maria José têm um longo currículo de concertos dentro e fora de Portugal  em que dão preferência à Música Sacra barroca. Para os conhecer melhor basta digitar, na internete, “ensemble vox angelis”. 
Muitas pessoas estiveram presentes e mostraram interesse em conhecer melhor a Associação. A Direcção está muito grata aos jovens talentos do "Ensemble Vox Angelis" e espera que não seja a última vez a colaborar nesta causa que não é de A ou de B, mas de todos quantos, como pretendia a Irmã Lúcia, se querem empenhar na prática do bem-fazer material e espiritual.



sábado, 4 de fevereiro de 2012

"FEIRINHA" NA CASA IRMÃ LÚCIA

Um grupo de Amigas da Associação tomou a iniciativa de organizar  uma feirinha no edifício da Casa da Irmã Lúcia com dois objectivos: dar a conhecer o projecto da ACIL e "fazer" algum dinheiro para atender a gastos que vamos tendo com pequenas coisas.
Conseguiram arranjar ofertas de várias empresas, sobretudo roupas, que foram vendidas a preço simbólico. Mandaram confeccionar, a seu gosto, cerca de 200 terços com a efígie da Irmã Lúcia. A Casa manteve-se aberta no dia 8 de Dezembro (2011) e nos dois fins de semana seguintes. Foram muitas as pessoas que passaram por lá comprando algum dos artigos expostos e manifestando o seu agrado por esta iniciativa. No dia oito, pelas 17 horas, rezou-se o Terço na antiga capelinha não faltando três crianças a representar os três Pastorinhos.
As Senhoras que estiveram este trabalho estão empenhadas em levar avante mais iniciativas do género dando sempre um toque de criatividade e de jovialidade. Bem hajam.
Eis as "culpadas"